domingo, 11 de setembro de 2016

passado agora esquecido
passos rápidos 
negados
presos, acorrentados 
ao redor daquele raio infeliz
q a corrente ao pé da mesa
permitia:

permissão
patrão, padrão
sermão, cristão,
eleição, misericórdia irmão 

a quem mérito? 
a quem meritocracia?
a quem crédito?
a quem diplomacia?

elo quebrado
aço partido
ferro em pedaços
acho q têm chêro 
agora sim, sinto o
cheiro de poder
escolher e
choro liberdade

sendo escolhida
impelida pelo vento
ao deserto
sem hora nem fim previsto 
eh quando sua água 
se derrama em sorriso, 
oásis